População sofre com greve no Judiciário

A greve dos servidores do Judiciário baiano está prestes a completar um mês, na próxima segunda-feira (7). A demora para o acordo entre a categoria e o Tribunal de Justiça (TJ-BA) prejudica diretamente a população. Durante este período, os cartórios estão fechados, audiências foram suspensas, não se registram imóveis, entre outros problemas. A paralisação nos serviços judiciais gera graves problemas, como a impossibilidade de transferência de bens, como a venda de imóveis e automóveis. O empresário Márcio Silveira, proprietário da loja Carro Legal, calcula uma queda de 50% nas suas transações. Para minimizar os prejuízos, ele tem trabalhado com um termo de conduta, onde o cliente que compra veículo na loja assume a responsabilidade sobre o automóvel até a troca oficial do documento. O despachante imobiliário Mauro Silva também reclama. “Já deixei de fazer ao menos sete escrituras de imóveis e recebo pelo serviço prestado”, conta. Informações do A Tarde.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: