Deficiente impedido indevidamente de entrar em banco ganha indenização

O Itaú foi condenado a indenizar um deficiente físico em R$ 80 mil por impedi-lo de entrar temporariamente em uma de suas agências. O cliente tem dificuldade de passar pela porta giratória e pediu a liberação do acesso pela porta lateral do banco. Solicitação negada, ele teve de esperar 40 minutos para fazer um depósito.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: